Sumaúma, árvore colossal da Amazônia
A Sumaúma cresce por mais de 50 metros, sua fronde de idênticas dimensões protege outras árvores, mas a maior beleza repousa no seu tronco desmedido
Sumaúma
54135
post-template-default,single,single-post,postid-54135,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Sumaúma, árvore colossal da floresta

Sumaúma, árvore colossal da floresta

Na imaginação pode-se tudo. Somos viajantes em lugares inóspitos e vivemos grandes aventuras. Mas um roteiro pelo Rio Negro restaura a realidade com os mesmos ingredientes dos sonhos.

Arquipélago de Anavilhanas
crédito: Viramundo e Mundovirado

 

 

Descemos o rio Negro, Amazonas, na planície verde do arquipélago de Anavilhanas. O contraste da frondosa copa de uma árvore, muito acima das outras, nos atiça a ir ao seu encontro. Sem dúvida tratava-se da Sumaumeira (Ceiba Pentandra), uma das maiores árvores da nossa floresta tropical.
Deixamos um céu sem nuvens para entrar no terreno fechado que não oferecia nenhuma estria de luz. O arvoredo intraduzível. A natureza diversa, surpreendente, nos premiava com a visão da Sumaúma. A primeira impressão é que essa árvore tinha saído de um livro de fábulas. Depois, a vontade foi reverenciá-la e abraçá-la.

Arquipélago de Anavilhanas

Amazônia, um mundo irreal, feito de águas sombrias, de ramagem intricada e selvática,
crédito: Viramundo e Mundovirado

 

 

 

A Sumaúma cresce por mais de 50 metros, sua fronde de idênticas dimensões protege outras árvores, mas a maior beleza repousa no tronco desmedido, escorado por raízes enormes, verdadeiros contrafortes.

Quase todas as tribos amazônicas consideram a Sumaúma uma árvore sagrada. Ao seu redor se realizam rituais de fertilidade, fartura, prosperidade e assembleias gerais, onde se discutem os interesses da tribo.

crédito: Viramundo e Mundovirado

 

 

Você também pode se interessar por:
http://viramundoemundovirado.com.br/airao-velho-cidade-assombrada-do-amazonas/

http://viramundoemundovirado.com.br/festival-folclorico-de-parintins-arte-cultura-e-diversao/


Comentários

Heitor e Silvia Reali
"Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado."