Semana Santa em Óbidos - Viramundo e Mundovirado
54847
post-template-default,single,single-post,postid-54847,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Semana Santa em Óbidos

Óbidos, Portugal

Semana Santa em Óbidos

Na manhã pálida de março a névoa fazia às vezes de sentinela no alto da muralha medieval de Óbidos. Altos também, alguns casarões parecem espiar, através das janelas fechadas, quem chega quase com o cantar do galo. Essa visão serena me acena que será outro dia prazeroso em uma das antigas aldeias do interior de Portugal. Mas havia uma solenidade em curso que eu não sabia.

Caminho sobre o piso de pedra da rua ainda deserta até a passagem em arco. A beleza do posto do vigia com inesperada varanda forrada de azulejos azuis, me faz navegar e deixo o tempo suspender sua corrida.

 

 

Óbidos

Vista de Óbidos
crédito: Viramundo e Mundovirado

 

 

Dou dois passos pra frente, mas volto um atrás, pois contemplar a cidade é de encher os olhos: emoldurados pelo rendilhado da muralha de pedra, os sobrados brancos como açúcar ou sal têm telhados chapiscados de musgo. O casario e as igrejas acompanham o sobe e desce da colina, daí escadarias, ladeiras, e rampas que modificam o ritmo do meu caminhar. Aqui e acolá há pracinhas floridas, pequenos jardins internos onde árvores de laranja, ameixa, e limões espicham seus ramos pra fora das muretas, como a tentar os passantes a saborear uma fruta madura.

 

 

Óbidos, Portugal

crédito; Viramundo e Mundovirado

 

 

Sigo sem rumo, e gosto de me imaginar acastelada em uma daquelas casas cujas paredes, ora tem beirais e molduras de portas e janelas em cor amarela, azul cobalto, ou ainda vermelho zarcão. Cruzo com apenas madrugadoras senhorinhas e escoteiros que carregam cestonas cheias de ramos de ciprestes, alecrim, alfazema para forrar o chão. Pisar sobre as ervas incensa o ar com um ramalhete de aromas.

 

 

Óbidos, Portugal

crédito: Viramundo e Mundovirado

 

 

As casas começam a despertar, moradoras escancaram janelas e estendem tecidos adamascados em tons vivos. Vai ter festa. A cidade se enfeita. Hoje, dia especial, são abertos uns templos tão pequenos onde só cabe o altar, e há o repicar de sinos a anunciar que a procissão, ápice da Semana Santa, está prestes a sair.

Ansiosa, pergunto a um morador a que horas começará o ritual. “Se não chover a procissão sai pontualmente às 16hs”. Diante de meu espanto ele completa: “não temos medo da chuva, não! É que lideram a caminhada antigas pinturas de anjos que durante o ano decoram as paredes da catedral. São obras de arte e precisam de cuidado”.

 

 

Óbidos, Portugal

crédito: Viramundo e Mundovirado

 

 

Sai o sol e a procissão ao mesmo tempo: os quadros, homens com seus mantos roxos, o andor coberto de flores. Compartilho da espiritualidade dos homens e mulheres dali. As cenas são quase teatrais, e agora é um silêncio solene que enche o ar. Viajantes abrem passagem para os sacerdotes ladeados de coroinhas com tochas, e se ouve apenas o coral de vozes que entoa cânticos religiosos.

 

 

Óbidos, Portugal

crédito: Viramundo e Mundovirado

 

O coração de Óbidos se apinha de visitantes e moradores. Quem chega engrossa a festa e sente-se convidado a seguir a banda e cortejo pelas ladeiras e ruas.

A pitoresca Óbidos, linda e bem preservada, com seu ar bucólico e tranquilo nos proporcionou uma experiência tocante. Mas, não se engane, a cidade é movimentada o ano todo e brinda os viajantes não apenas com a mais bela representação da Semana Santa. Sempre acontece uma atividade cultural, com a já tradicional FOLIO (Feira Literária), gastronômica com o Festival do Chocolate, o Mercado Medieval, exposições de arte e concertos de música.

Me diga, pois, se não é para a gente amar ainda mais Portugal?

 

 

Óbidos, Portugal

crédito: Viramundo e Mundovirado

 

 

Quem leva

Tap Air Portugal São Paulo – Lisboa: voos com ótimos preços, boas ofertas, e refeições apetitosas também. Aproveite o stopover da TAP, que permite ficar até três dias sem taxas, e descubra Portugal, https://www.flytap.com/en-br/

 

 

Onde ficar

Hotel Vila D’Óbidos, moderno, amplos quartos e localizado a apenas cinco minutos da cidade de Óbidos, www.hoteisruraisdeportugal.com

 

*Matéria publicada originalmente em nosso blog Viagens Plásticas,do ViagemEstadao


Comentários

Heitor e Silvia Reali
"Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado."