Lisboa no sapatinho
Os antigos quiosques de ferro lisboetas são uma deliciosa parada para ver a cidade passar
Lisboa
52475
post-template-default,single,single-post,postid-52475,single-format-standard,eltd-core-1.0.3,ajax_updown,page_not_loaded,,borderland-ver-1.13, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,paspartu_enabled,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

‘Lisboa no sapatinho’

Lisboa

‘Lisboa no sapatinho’

Gosto de indicar para quem chega em Lisboa – com tantos atrativos para se conhecer –, que considere tomar um carro elétrico (bonde), e no percurso ir anotando os locais para visitar depois a pé. Aí, então, só resta ao viajante, andar, andar e…andar.

Lisboa

O elétrico funciona também como um encontro com os lisboetas. Chamou minha atenção, por exemplo, o condutor do elétrico 28E, que faz um percurso bem bacana, ladeira acima e abaixo passando pelos bairros Graça, Alfama, e Baixa.

Nas paradas, enquanto os passageiros desciam, ele observava quem estava na calçada a espera de outro bonde. Fossem velhinhas lhes desejava boa saúde, já para os miúdos, recomendava cuidado ao atravessar a rua. Se eram turistas perdidos com mapas, perguntava se podia ajudar. Comprovei assim a delicadeza portuguesa, com rima e tudo.

Lisboa

Por toda cidade pipocam antigos quiosques em ferro com mesinhas e guarda-sóis que se esparramam pela praça. São paradas saborosas para tomar uma taça de vinho branco e fresco, um porto, uma ginjinha de Óbidos – licor feito da ginja, fruta semelhante à cereja – ou mesmo um expresso. Para petiscar pode ser uma empada com recheio cremoso, um pastel de nata, um sanduiche, ou uma salada com os divinos queijos portugueses. Um lanche assim fica ao redor de 5 euros.

Lisboa

Se você for ao Aqueduto das Águas Livres, por exemplo, na praça em frente fica o Jardim das Amoreiras, com um desses charmosos quiosques. Quando lá estivemos em novembro, no final do dia a temperatura caiu um pouco. Para essas horas, há uma cesta com algumas mantas vermelhas e verdes (cores da bandeira lusitana), com um recadinho: “Olá eu sou a manta. Pode usar-me se tiver frio. Depois, deixe-me aqui dobradinha, eu agradeço”.

Não é para a gente amar ainda mais Portugal?cajuzinho

Lisboa

Deu vontade de conhecer ou de rever Portugal? Aproveite o Stopover da TAP, que permite ficar mais três dias, sem taxas extras.

Ir: TAP www.flytap.com  A melhor opção de cia aérea para Lisboa

Ficar:
Don Pedro Hotels, no bairro chique da Amoreiras, com preços acessíveis www.dompedro.com
Lisbon Hostel, Rua do Ataíde 7, Chiado, Lisboa, www.lisb-onhostel.com


Comentários

Heitor e Silvia Reali
"Viajamos para namorar a Terra. E já são 40 anos de arrastar as asas por sua natureza, pelos lugares que fizeram história, ou pela cultura de sua gente. Desses encontros nasceu a Viramundo e Mundovirado."